segunda-feira, 25 de junho de 2018

A defesa da democracia, a luta contra o capitalismo e a fé católica

Ditadura - Nos anos posteriores ao golpe de 1964, as organizações populares e sindicais foram dizimadas pelo autoritarismo. Sindicatos de trabalhadores foram dominados por interventores, nomeados pela ditadura; entidades de bairro foram dominadas por pessoas de confiança do regime; partidos políticos de esquerda foram proscritos e militantes comunistas, socialistas e democratas foram empurrados para a clandestinidade. 

Afinidades -  A resistência contra o autoritarismo contou com o apoio imprescindível da Igreja Católica. Muitas reuniões aconteceram em salões paroquiais e militantes cristãos se tornaram, também, defensores e participantes da luta contra o autoritarismo. O enfrentamento e a proximidade produziram, também, conversões de comunistas (tradicionalmente ateus) ao cristianismo. O decorrer do tempo resultou no aprofundamento das afinidades, de modo que, hoje, é possível dizer que existem muitos cristãos que também são comunistas, e muitos comunistas que também são cristãos.

Decisivo - A inconformidade com as injustiças reuniu católicos e comunistas. A proximidade foi potencializada pela atuação de integrantes da hierarquia da igreja católica, como Dom Paulo Evaristo Arns, cardeal arcebispo de São Paulo. O papel decisivo do líder católico não se limitou a favorecer a convivência entre comunistas e cristãos. Ele ficou conhecido como cardeal da liberdade, bispo dos oprimidos e bispo dos presos políticos. Foi o principal organizador da publicação "Brasil Nunca Mais", com relatos das prisões e torturas nos porões da ditadura.

Filme - Nesta sexta feira, dia 29 de junho, às 19 horas e 30 minutos, um pouco da história do cardeal poderá ser vista no filme documentário de Ricardo Carvalho "Coragem - As muitas vidas de Dom Paulo Evaristo Arns". A exibição, seguida de debate, vai acontecer no Centro Cultural do Grajaú (Rua Professor Oscar Barreto Filho - Parque América). Será uma ocasião especialmente importante de reunir mulheres e homens que dedicam suas vidas à luta pela transformação social. Será também um momento de reflexão para todas as pessoas que sonham com um mundo melhor e mais justo.

Luta permanente e contínua

Destruição  - Por ocasião da morte de mais um militante metalúrgico da cidade de São Paulo, texto de autoria do companheiro Sebastião Net...