sábado, 17 de novembro de 2018

Mentira, falta de informação e estupidez

Mentiras - Sabemos que o sucesso eleitoral do "coiso" se deveu, em grande medida, a mentiras e boatos que ele e seus seguidores disseminaram nas redes sociais. Isso dá um certo orgulho. Se eles tivessem razão não se utilizariam desse expediente. Isso também reforça minha convicção socialista e fortalece minha militância petista. As controvérsias e discussões, apresentadas com normalidade pela mídia tradicional, reforçam a certeza de que a resistência, inevitavelmente, terá que ter um caráter anticapitalista.

Cuidados - Tenho orgulho de estar do lado certo da história. Por outro lado, a enxurrada de mentiras influenciou a opinião e o voto de pessoas muito próximas, o que revela a necessidade de redobrar cuidados com minha segurança pessoal. As consequências do discurso de ódio são imprevisíveis, e posso ser denunciado (como terrorista) por algum parente ou vizinho. Não posso ser negligente aiante da possibilidade de eu ser atacado mortalmente em um churrasco de amigos ou no final de um almoço de família.

Convivência - Será difícil conviver com pessoas que acreditam que "preto tem que voltar para a senzala", que "a homossexualidade é uma doença", que "Cuba é uma ditadura financiada pelo BNDES", que "as mulheres são seres inferiores" ou que "o PT é o partido mais corrupto do mundo e seus integrantes devem ser fuzilados". Algumas ideias que ajudaram a eleger o "coiso" extrapolam a estupidez. Por diversas vezes elas são repetidas somente por falta de informação ou por influência midiática, mas, na maioria dos casos, são reforçadas por sentimentos anti-humanos que precisam ser revertidos.

Incompatibilidade - Minha vida pessoal é incompatível com a convivência com pessoas que pensam de acordo com a cartilha do "coiso". Não se trata de desfazer amizades ou se afastar de parentes por causa de diferenças políticas e eleitorais. Os valores que ajudaram o "coiso" a conquistar simpatia e votos contrariam os avanços da civilização humana, e devem ser enfrentados, sempre, sob pena de que eu cometa o erro da capitulação diante dos retrocessos que se anunciam.    

Luta permanente e contínua

Destruição  - Por ocasião da morte de mais um militante metalúrgico da cidade de São Paulo, texto de autoria do companheiro Sebastião Net...