quinta-feira, 5 de julho de 2018

Lucratividade e desenvolvimento rural

Orgânicos - A polêmica sobre a proibição da comercialização de produtos orgânicos é mais um motivo de reflexão para todas as pessoas que defendem uma alimentação saudável. O projeto de lei tem a mesma origem de um outro, que pretende flexibilizar o uso de agrotóxicos na lavoura. A origem comum é um indício de que se pretende, ao mesmo tempo, incentivar o uso indiscriminado de veneno na produção de alimentos e dificultar o cultivo de plantações livres de qualquer tipo de defensivo agrícola. A mobilização que assegurou a aprovação da proibição da comercialização de orgânicos envolveu parlamentares que também defendem a flexibilização do uso de agrotóxicos.

Ecologia - A defesa do meio ambiente já foi vista, inclusive na esquerda, como coisa sem importância. Aferrados à ortodoxia, olhamos, prioritariamente, para a luta de classes urbana, e fomos negligentes em relação à defesa da ecologia. Depois do golpe de 2016 a contradição existente entre os interesses do agronegócio e as demandas populares ficou mais clara. O golpismo se sustentou, em grande medida, em representantes de grandes proprietários rurais e isto gerou uma conta a ser paga pelo governo sem voto. O uso indiscriminado de agrotóxicos e as dificuldades para os pequenos agricultores e para a agricultura familiar são faces da mesma moeda e, desgraçadamente, os males decorrentes dessas medidas vão recair sobre o conjunto da população.

Volume - A busca pela lucratividade dos negócios rurais tem o objetivo inicial de penalizar os trabalhadores do campo e os pequenos agricultores, mas as consequências da sede de lucro do latifúndio vai muito além dessa intenção inicial e imediata. Os grandes proprietários rurais têm compromissos com os bancos e as empresas produtoras de veneno precisam comercializar seus produtos. A viabilização combinada desses objetivos foi propiciada pelo governo sem voto, e o volume de dinheiro envolvido nessas operações fazem com que os valores dos casos de corrupção se tornem irrisórios. As vidas humanas que serão sacrificadas com essa ofensiva, são acidentes inevitáveis do que eles chamam de "desenvolvimento". 

Luta permanente e contínua

Destruição  - Por ocasião da morte de mais um militante metalúrgico da cidade de São Paulo, texto de autoria do companheiro Sebastião Net...